IPVA em 2013 será 9,4% mais barato

Por   /   17 de dezembro de 2012  /   Nenhum comentário

Os proprietários dos mais de 1,7 milhão de veículos de até dez anos de uso em Goiás vão pagar mais barato pelo IPVA de 2013, em média, 9,45% menos. É a maior redução dos últimos cinco anos, segundo informações da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz). Tamanha diferença foi provocada pelo benefício fiscal concedido este ano pelo governo federal, que isentou (ou reduziu) o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros e motos zero quilômetro, baixando consideravelmente o valor dos veículos usados.

A diferença de 9,45% é uma média, mas a redução começa em 7% e vai até mais de 17%, principalmente para os carros mais caros. É o caso do Honda Accord EX V6, modelo 2009. Este ano, o imposto cobrado sobre o veículo foi de R$ 3.240,37. Em 2013, esse valor baixará para R$ 2.674,35, uma redução de R$ 566,02 ou 17,47%.

Os bons motoristas que têm veículos de modelos populares também terão um desconto de 50% no IPVA do ano que vem, assim como ocorreu em 2012. O benefício dado pelo governo do Estado vale para carros de motor 1.0 e motos de até 125 cilindradas, cujos donos não tiveram qualquer tipo de multa em 2012 e que pagaram o imposto no ano passado sem nenhum dia de atraso. Além disso, o consumidor não paga IPVA no ano de aquisição do veículo zero quilômetro.

As datas de vencimentos continuam as mesmas de 2012, conforme o final da placa do veículo (clique aqui para baixar), com possibilidade de parcelamento em até três vezes. As alíquotas também permanecem iguais. Para as motos e carros populares, o IPVA corresponde a 2,5% do valor atualizado do veículo. Para utilitários e caminhonetes, o porcentual é de 3,45% e, para demais veículos, 3,75%.

Quem não receber a fatura de pagamento em casa, pelos Correios, deverá procurar um dos postos de atendimento do Detran nas unidades do Vapt Vupt ou pode emitir o documento pelo site www.detran.go.gov.br. A tabela completa com todos os valores cobrados em 2013 poderá ser acessada no site da Secretaria da Fazenda (www.sefaz.go.gov.br). É possível fazer o download dela clicando aqui.

do O Popular e da Redação