Indicadores

Goiás fecha abril com quase 8,8 mil novos postos de trabalho

Fonte - Ministério do Trabalho
21/05/18 16:37
217

Indústria da Transformação e Agropecuária foram destaques na geração de empregos entre os setores da economia goiana

O estado de Goiás registrou saldo positivo na geração de empregos em abril, com a abertura de 8,79 mil novos postos de trabalho. A variação foi de 0,73% em relação ao estoque do mês anterior, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na sexta-feira (18) pelo Ministério do Trabalho.

“O mercado de trabalho de Goiás está dando uma importante contribuição na retomada do crescimento do país”, comentou o secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Leonardo Arantes.

Os saldos acumulados até abril também são positivos no mercado goiano. No ano, foram abertas quase 28 mil novas vagas (+2,34%), enquanto em 12 meses o estado tem 26,6 mil novos postos (+2,22%).

Em abril, quase todos os setores da economia paranaense tiveram saldo positivo. Os destaques foram Serviços (+4,3 mil novos postos), Indústria da Transformação (+2,4 mil) e Comércio (+1,8 mil).

Setores de Atividade Econômica

Saldo de Abril de 2018

Variação Absoluta

Variação Relativa (%)

Extrativa Mineral

160

2,05

Indústria de Transformação

3.801

1,59

Serviços Industriais de Utilidade Pública - SIUP

-77

-0,75

Construção Civil

1.451

2,21

Comércio

-346

-0,12

Serviços

1.263

0,27

Administração Pública

-25

-0,08

Agropecuária

2.564

2,50

Total

8.791

0,73

 

Entre os municípios goianos, os melhores desempenhos no Caged de abril foram de Goianésia, com saldo de 972 novas vagas abertas, seguido por Formosa (+729 postos), Goiânia (+683), Santa Helena de Goiás (+655) e Morrinhos (+566).

Nacional

No país, o saldo de empregos ficou positivo pelo quarto mês consecutivo. O mês de abril fechou com 115.898 postos de trabalho a mais do que em março, que já há havia apresentado números positivos. O resultado é decorrente de 1.305.225 admissões e 1.189.327 desligamentos. Com isso, 2018 chega ao final do primeiro quadrimestre com saldo de 336.855 empregos criados.

O quadro também é otimista se avaliados os últimos 12 meses. Entre maio de 2017 e abril de 2018 houve um crescimento de 283.118 postos de trabalho, um aumento de +0,75%. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apresentados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira (18).

Setores

Outro dado apresentado pelo Caged que reforça o quadro de otimismo para o emprego foi o fato de que os oito setores econômicos apresentaram crescimento. Ou seja, todas as áreas tiveram expansão.

O melhor desempenho foi do setor de Serviços, que abriu 64.237 vagas, 0,38% a mais do que em março. A segunda melhor performance de abril ficou por conta da Indústria de Transformação, que abriu 24.108 postos. Em seguida, vieram a Construção Civil (+14.394), Comércio (+9.287), Agropecuária (+1.591), Administração Pública (+980), Extrativa Mineral (+720), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+581).

Desempenho regional

As cinco regiões do país apresentaram saldo de emprego positivo, começando pelo Sudeste, que fechou o mês de abril com 78.074 vagas de trabalho a mais do que em março. No Centro-Oeste, o crescimento foi de 15.769 postos, no Sul, de 13.298, no Nordeste, 4.447 postos e no Norte, 4.310. Das 27 unidades federativas, 22 tiveram saldo positivo.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar