Indicadores

Setor das farmácias cresce em Goiás 7 vezes mais que o PIB

Fonte - Campos Nogueira Comunicação
28/06/18 15:37
435

Segmento guarda a peculiaridade da relação harmoniosa entre drogarias de rede e farmácias de bairro

O setor das farmácias e drogarias cresceu em Goiás, em 2017, sete vezes mais do que o Produto Interno Brasileiro (PIB), saltando de 3.664 para 3.957 estabelecimentos abertos no Estado, em relação ao ano anterior.

Enquanto o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registrou alta de 1,0% na economia nacional, o comércio varejista de produtos farmacêuticos evoluiu em 7,99% no número de empresas do segmento operando nos municípios goianos.

Destaque na comparação com as atividades do setor em 2016 foi a projeção das farmácias ligadas a redes de uma mesma marca. No ano passado, o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Goiás (Sincofarma-GO) registrou a evolução de 7,7% nesse tipo de empreendimento, considerando todo o Estado. Atualmente, há mais de 200 drogarias do tipo na capital e no interior, sendo 139 delas espalhadas por Goiânia.

Apesar de já abrirem as portas com o nome da marca consolidada, as farmácias de rede dividem o mercado com drogarias de bairro harmonicamente. Todo o segmento gera hoje cerca de 29 mil vagas de emprego em Goiás. Há quem não abre mão da comodidade das farmácias de rede, geralmente situadas em locais mais movimentados. Em contrapartida, as drogarias de bairro têm seus clientes fiéis, que guardam até mesmo uma relação de amizade com os proprietários do negócio.

O servidor público Daiton Costa é fiel à farmácia do seu bairro, o Setor Belo Horizonte, em Aparecida de Goiânia. "Mesmo andando bastante pela cidade, eu deixo para comprar sempre na mesma drogaria, porque eu já conheço bem a farmácia, os preços, e até tenho amizade com o dono de lá", menciona Daiton.

A recepcionista Lívia Soares escolhe comprar em drogarias de rede pela comodidade de adquirir os produtos no mesmo local de trabalho, um shopping da Região Sul de Goiânia. "Às vezes eu compro na farmácia do Papillon Park, onde eu moro, mas quase sempre deixo para adquirir das drogarias que têm no shopping, por estarem lá pertinho de mim, sem precisar andar muito. Vou pela comodidade mesmo, porque os preços quase sempre estão nivelados", explica Lívia.

Na avaliação do presidente do Sincofarma-GO, João Aguiar Neto, essa relação harmoniosa entre farmácias de rede e de bairro beneficia o consumidor, que acaba tendo mais opções, por sinal, cada vez mais perto de casa. "É uma concorrência positiva para o usuário, que também passa a se deparar com preços vantajosos, dada essa competitividade. Aliado a isso, outro fator importante a se destacar, que deve estar sempre no primeiro patamar, é a relação de confiança do cliente para com a farmácia, seja ela uma drogaria franqueada ou de bairro, local".

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar