Empreendedorismo

Vendas de final de ano: Quando e por que se preparar?

Fonte - Thaillyne Rodrigues - Imprensa Acieg
24/09/18 15:54
433

O universo dos negócios é um lugar de alta competitividade, e ninguém quer ficar para trás. Desse modo, consultores e empresas vislumbram oportunidades, principalmente na época de fim de ano, de aumentar as vendas.

Para isso, o recomendado é se planejar de imediato, desde as compras junto aos fornecedores, até o abastecimento antecipado das prateleiras, principalmente quando se trata de lançamentos.

Os fluxos de clientes e de caixa aumentam e saber como lidar com isso faz toda a diferença. Na tentativa de convencer os consumidores a optarem por uma determinada marca ou produto, em meio a tantas ofertas, o empresário necessita investir tanto na qualidade do relacionamento com os clientes, quanto em estratégias diferenciadas de marketing.

A especialista em comunicação e marketing, Gisella Mandaro, ensina alguns passos para se sobressair nesse mercado competitivo. “Nesse processo, o primeiro passo é antecipar os treinamentos quanto aos procedimentos das vendas, ou seja, atendimento, formas e prazos para pagamento, trocas, assistência técnica, seguro etc.”.

Logo, o próximo passo a seguir é refinar o atendimento a ponto de o profissional sentir segurança quanto ao fluxo do trabalho. “Nada pior que uma loja cheia e colaboradores sem atender por insegurança”, alerta Mandaro. 

O terceiro passo, que também é de extrema importância, é a educação no trato com o cliente. Loja cheia pode ser um caos quando o clima entre clientes e vendedores fica tenso. “Gentileza gera gentileza e isto tem que partir de toda a equipe de vendedores”, ressalta Mandaro.

 

Mas afinal, quando começar a se preparar para as vendas de final de ano?

“O ideal é começar a partir de setembro”, esclarece Mandaro. Fazer o recrutamento, selecionar, contratar e treinar os novos colaboradores, para que assim, os novatos tenham tempo para aprender todo o processo da venda.

Para Mandaro, o melhor jeito de treinar é fazer simulações, mas a empresa tem que ter sempre o cuidado de escolher as situações mais recorrentes. “Ensine o colaborador a tomar decisões assertivas. Jogar toda a responsabilidade no gerente está totalmente errado”, pontua.

Reunir a equipe antecipadamente e fazer uma análise crítica dos pontos fortes e fracos, considerando produtos, preços, ponto de venda, prazos, comunicação e equipe comercial, também é fundamental. Além de analisar o que os concorrentes estão fazendo.

Para tentar convencer os consumidores a optarem por uma marca ou produto, em meio a tantas ofertas, o empresário precisa investir na qualidade do relacionamento com os clientes e em estratégias de marketing diferenciadas. Para isso, as redes sociais são fortes aliadas, assim como investir no vitrinismo. Criatividade precisa ser constante no merchandising.

Saiba mais no Workshop de Marketing e Vendas, que ocorrerá no dia 27 de novembro, na Acieg.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar