Institucional

Só para elas reúne mulheres de todas as idades

Fonte - Acieg
10/03/17 15:43
437

Participantes tiveram um dia inteiro para relaxar, aprender e se cuidar

Acieg realizou, na última quarta-feira (8), em comemoração ao Dia da Mulher, o Só para Elas.

 

O evento aconteceu durante todo o dia e contou com curso de automaquiagem, palestras, vendas, atrações artísticas, massagens e muitos sorteios de brindes entre todas as participantes, um dia inteiro para relaxar, aprender e se cuidar. No final da tarde, e início da noite, Chris Reis fez uma apresentação de dança do ventre e convidou as participantes a conhecer a modalidade.

Já a empresária Aline Guerra fez uma exposição e palestra projeto Seven Opportunity, que consiste na venda de uma linha de semijoias capaz de oferecer comodidade à empreendedora para se organizar de acordo com a disponibilidade. Ela passou, ainda, uma mensagem de apoio ao Dia das Mulheres, e falou de todas as dificuldades que passaram para obter direitos básicos.

Marketing pessoal

Ludymilla Damatta iniciou o circuito de palestras abordando, juntamente com Washington Lopes, o tema marketing pessoal. Ela abordou seis ações para exercer no dia a dia. Para ela, é preciso cada mulher deve encontrar sua identidade, e explorar sua melhor versão em todos os ambientes em que vive. “Não existe a pessoa do trabalho e a da vida pessoal. Se você é empreendedora, você será tanto na empresa quanto no em casa”, afirma Ludymilla.

Ela falou também em etapas para aumentar a produtividade e render mais durante o dia. As etapas consistem em aceitação, agradecimento, ajudar o próximo, ter uma alimentação saudável e dormir bem, se conhecer melhor, exercitar o corpo e mente, fazer networking, ter autenticidade, ser multifacetada e criativa. “São exercícios que devem ser estudados e executados diariamente para ter uma vida mais produtiva, que concilie de forma harmônica os lados pessoal e profissional”, completa a fundadora da Rede Goiana da Mulher Empreendedora.

6 maiores desafios da liderança feminina e como superá-los

A segunda palestra foi da psicóloga e coach de líderes, Thayssa Moiana, que abordou os 6 maiores desafios da liderança feminina e como superá-los.

O primeiro passo consiste em buscar clareza objetiva em suas ações, definir metas e tempo para cumpri-las. “Aonde você quer chegar? Qual tipo de líder você quer ser? Em quanto tempo?”, questionou a palestrante às participantes. O segundo passo é gerenciar a culpa. “Foque no presente. Quando se faz isso, torna-se possível ter uma carreira de sucesso sem negligenciar as outras áreas da vida”. O terceiro passo é desenvolver a autoestima. Para Thayssa, a imagem da mulher já é vista com tanto preconceito e julgamentos que fazem com ela duvide de si mesma. “Temos que quebrar todas essas barreiras, somos capazes de qualquer coisa que quisermos.”

O quarto passo é se planejar, para evitar correria e agonias desnecessárias. “Um plano de ação é fundamental para calcular os riscos e aumentar a assertividade”, completa. O quinto passo é desenvolver a feminilidade, competências na liderança e equilibrar forças. O sexto e último passo é conhecer e desenvolver suas potencialidades. “Dizem que devemos desenvolver os nossos pontos fracos, mas a verdade é que devemos descobrir nossas melhores habilidades e desenvolve-las”, finaliza Thayssa.

Liderança e Gestão de si mesma com Eneagrama

Muitas pessoas argumentam que o dia deveria ter mais horas para que consigam terminar todos os seus afazeres. No entanto, o verdadeiro segredo está em como ter mais produtividade por meio do melhor aproveitamento de seu tempo. Esta foi a linha de raciocínio da psicóloga Markerley Stefanini em sua palestra. Mas qual é a chave para ser uma pessoa  produtiva? Para ela, muitas mulheres se sentem culpadas por ter que deixarem os filhos em casa e ir trabalhar, o que acaba gerando improdutividade. “Temos que acabar com a sensação de que se estamos em casa deveríamos estar trabalhando e vice e versa. Acabamos não aproveitando o tempo de forma satisfatória”, completa.

Então, como te uma vida significativa? Markerley enumerou ações para viver um processo, ao qual foi denominado por ela de florescimento, que consistem em viver bem todas as fases da vida e chegar ao seu fim com o sentimento de gratidão e dever cumprido. As etapas são: pensamento positivo, relacionamentos positivos, comprometimento, significado e engajamento.  Então se trabalharmos todos estes aspectos diariamente teremos uma vida mais equilibrada e produtiva.

Walquíria Tavares abordou o mesmo tema, e destacou a importância da autoresponsabilidade e de fazer as mudanças necessárias para quebrar todos os ‘pré conceitos’ existentes em torno da figura feminina. Ela falou também dos princípios para construir a autoliderança, de como liderar as emoções. “A inteligência emocional é muito importante, mais importante até que a técnica. Por isso se deve abordar os pilares para desenvolver o controle emocional”, completou.

 

Confira todas as fotos do evento!

 

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar