Institucional

Acieg divulga estudo sobre efeito da pandemia nas empresas goianas

Fonte - Imprensa Acieg
27/03/2020 16:20
410

Sondagem aponta que acesso a crédito, folha salarial e despesas sem programação são as principais preocupações

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás realizou hoje (27/03) uma vídeocoletiva para apresentar a 1ª Sondagem Empresarial Acieg 2020, que trata dos efeitos da pandemia Codiv-19 nas empresas goianas.

O levantamento ouviu cerca de 90 empreendedores do comércio, indústria e serviços para compreender a percepção sobre os possíveis reflexos da crise econômica em decorrência da pandemia. 

Os dados coletados apontam que acesso a crédito, folha salarial e despesas sem programação são as grandes preocupações de empresários goianos. No resultado geral do setores  77% dos empresários disseram que não conseguirão manter seus negócios caso tenham de manter as portas fechadas por mais de quatro semanas. 

Segundo o presidente da Acieg, Rubens Fileti, o comércio está sofrendo de maneira mais rápida os efeitos da crise econômica devido a dificuldade de acesso ao crédito e aos custos imediatos. “Estamos preocupados com a burocracia em relação a liberação das linhas de créditos para os empresários”, aponta.

O levantamento também mostra que 78% dos empresários acreditam que terão de demitir nos próximos meses, ainda que 73,9% afirmam que ainda não desligaram ninguém.

De acordo com o presidente é essencial que sejam seguidas as determinações dos decretos estaduais. “A nossa grande preocupação no momento é manter a ordem. Em hipótese alguma iremos apoiar movimentos de descumprimentos às regras de isolamento social, é preciso agir com responsabilidade. Não é uma questão de bandeira partidária”, afirma Rubens, que completa: “A reabertura tanto do comércio, quanto da indústria e dos serviços deve ser liberada gradualmente como já vem sendo discutida com as autoridades locais”.

Além disso, Rubens lembra que a entidade tem trabalhado para elaborar planos de retomada econômica que envolvem principalmente acesso facilitado ao crédito para empresários, com garantias de taxas de juros mais baixas, e a prorrogação de impostos federais, estaduais e municipais.


Ações ao setor produtivo

Desde a declaração de situação de pandemia mundial, a Acieg está se movimentando ativamente a favor do setor produtivo, com várias ações, como: Monitoramento das ações policiais no comércio; negociação direta com o governo para liberação de crédito e prorrogação dos pagamentos de impostos e débitos; Além disso, lançou uma cartilha de orientação aos empresários sobre o coronavírus; criou um canal específico no WhatsApp e um novo telefone para atender associados e tirar dúvidas empresariais; publica diariamente um boletim informativo via WhatsApp e lançou campanha de doação para famílias mais desassistidas.

Para a próxima semana está programado o lançamento da Central de Apoio Psicológico ao Empresário, que visa auxiliar empreendedores no enfrentamento a possíveis dificuldades advindas da crise.

Confira aqui a “1ª Sondagem Empresarial Acieg 2020” na íntegra.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar