Indicadores

Taxa de desemprego nos EUA em abril é a mais baixa em 10 anos

Fonte - Valor Econômico
05/05/17 14:55
251

Os números sugerem uma recuperação da demanda do consumidor

As contratações nos Estados Unidos ganharam força em abril com a adição de 211 mil empregos, um sinal de que a desaceleração nos três primeiros meses de 2017 pode ter sido temporária. A taxa de desemprego recuou para 4,4%, a menor em uma década, após ficar em 4,5% em março.

Os números sugerem que o setor de negócios espera uma recuperação da demanda do consumidor após um primeiro trimestre desapontador, marcado por um crescimento econômico de 0,7% e os gastos dos americanos teve a menor alta em sete anos, e aposta que será preciso ampliar o quadro de funcionários.

Ainda assim, o salário médio registrou crescimento de 2,5% em 12 meses, abaixo daquele apurado no acumulado de março. Geralmente, os empregadores são forçados a pagar mais uma vez que há um contingente menor de trabalhadores desempregados. Os ganhos médios por hora seguem, então, abaixo dos 3,5% típicos de uma economia saudável.

Até abril, houve a geração média de 185 mil vagas por mês, coincidindo com o ritmo sólido do ano passado. Isso mostra que o mercado de trabalho sob a gestão Donald Trump lembra de perto aquele de Barack Obama em 2016.

"O mercado de trabalho dos EUA está em boa forma", avalia Gus Faucher, economista-chefe da PNC Financial Services.

Em uma tendência encorajadora, o número de trabalhadores em regime de meio período que preferiria emprego em tempo integral diminuiu em abril para o menor nível em nove anos. Na realidade, as contratações foram mais fortes em abril nas indústrias que pagam menores salários, como o setor de hotéis, restaurantes, cassinos e parques de diversão, que adicionou 55 mil vagas.

No segmento de cuidados com saúde, que engloba tanto alguns dos empregos com salários mais altos como aqueles com remunerações mais baixas, houve a geração de 37 mil postos. Bancos e outros serviços financeiros responderam por um acréscimo de 19 mil vagas. A construção criou 5 mil empregos e a indústria contratou 6 mil, a menor marca em cinco meses.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar