Política

Temer assina MP do parcelamento de dívidas municipais

Fonte - O Popular
17/05/17 08:49
278

Presidente voltou a afirmar que os juros cairão a menos de dois dígitos e que o governo está "recuperando a economia brasileira"

O presidente Michel Temer assinou nesta terça-feira (16) a Medida Provisória que permite o parcelamento de dívidas previdenciárias dos municípios, com descontos nos valores de multas, juros e encargos.

O prazo para o pagamento dos débitos será de até 200 meses, com abatimento de 25% em multas e encargos e de 80% nos juros.

"Vamos marchar permanentemente pelos municípios brasileiros. O que mais me agrada neste momento é que posso assinar essa MP com parcelamento em 200 meses do débito previdenciário. Nós parcelamos, reduzimos 25% dos encargos e multa e 80% dos juros. É algo também que visa a esse caminho do fortalecimento dos municípios", disse Temer, durante a abertura da XX Marcha dos Prefeitos.

O presidente também ressaltou que os municípios podem "contar com o governo".

Juros reduzidos

Temer voltou a afirmar que os juros cairão a menos de dois dígitos e que o governo está "recuperando a economia brasileira" Durante a abertura da XX Marcha dos Prefeitos, ele ressaltou ainda que a simplificação tributária depende de uma repactuação federativa.

"É isso que vamos fazer ao longo do tempo", disse o presidente. "Para uma eventual reforma do sistema tributário, o que está na pauta justamente é a questão federativa. Só se faz simplificação tributária se tiver repactuação federativa", salientou.

Temer reconheceu que tem havido "momentos complicados" para Estados e municípios, mas ressaltou que a União também sofre com isso.

"Não foi fácil chegar até aqui, mas é agradável chegar até aqui com algumas notícias. Tínhamos inflação de mais de 10%, estamos com menos de 4%. Os juros da taxa Selic vêm sendo reduzidos permanentemente e chegarão a menos de dois dígitos", disse Temer "Estamos recuperando a economia brasileira."

O presidente também ressaltou reajustes em programas como o Bolsa Família e da merenda escolar e a liberação dos recursos das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). "Certamente isso vai repercutir sobre os municípios", disse Temer. Para o presidente, o Dia das Mães já foi "muito próximo", com crescimento substancial nas vendas.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar