Política

Temer assina MP do parcelamento de dívidas municipais

Fonte - O Popular
17/05/17 08:49
116

Presidente voltou a afirmar que os juros cairão a menos de dois dígitos e que o governo está "recuperando a economia brasileira"

O presidente Michel Temer assinou nesta terça-feira (16) a Medida Provisória que permite o parcelamento de dívidas previdenciárias dos municípios, com descontos nos valores de multas, juros e encargos.

O prazo para o pagamento dos débitos será de até 200 meses, com abatimento de 25% em multas e encargos e de 80% nos juros.

"Vamos marchar permanentemente pelos municípios brasileiros. O que mais me agrada neste momento é que posso assinar essa MP com parcelamento em 200 meses do débito previdenciário. Nós parcelamos, reduzimos 25% dos encargos e multa e 80% dos juros. É algo também que visa a esse caminho do fortalecimento dos municípios", disse Temer, durante a abertura da XX Marcha dos Prefeitos.

O presidente também ressaltou que os municípios podem "contar com o governo".

Juros reduzidos

Temer voltou a afirmar que os juros cairão a menos de dois dígitos e que o governo está "recuperando a economia brasileira" Durante a abertura da XX Marcha dos Prefeitos, ele ressaltou ainda que a simplificação tributária depende de uma repactuação federativa.

"É isso que vamos fazer ao longo do tempo", disse o presidente. "Para uma eventual reforma do sistema tributário, o que está na pauta justamente é a questão federativa. Só se faz simplificação tributária se tiver repactuação federativa", salientou.

Temer reconheceu que tem havido "momentos complicados" para Estados e municípios, mas ressaltou que a União também sofre com isso.

"Não foi fácil chegar até aqui, mas é agradável chegar até aqui com algumas notícias. Tínhamos inflação de mais de 10%, estamos com menos de 4%. Os juros da taxa Selic vêm sendo reduzidos permanentemente e chegarão a menos de dois dígitos", disse Temer "Estamos recuperando a economia brasileira."

O presidente também ressaltou reajustes em programas como o Bolsa Família e da merenda escolar e a liberação dos recursos das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). "Certamente isso vai repercutir sobre os municípios", disse Temer. Para o presidente, o Dia das Mães já foi "muito próximo", com crescimento substancial nas vendas.

Fonte - O Popular
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar