Institucional

Acieg defende continuidade das reformas

Fonte -
23/05/17 14:54
360

Confira nota oficial da Acieg sobre as reformas trabalhista e da previdência

O movimento de retomada de crescimento da economia brasileira para saída da maior recessão da história econômica do País está sob forte ameaça. Apesar do ritmo gradativo e lento, as variáveis econômicas já demonstravam sinais positivos. No entanto, com os fatos políticos apresentados na última semana, o Brasil foi colocado em estado de insegurança.

Depois de quase duas décadas sem pensar e reformar o País, agora que demos alguns passos, vamos regredir? A Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg) defende um pacto pelo Brasil, defende que a turbulência política não destrua – como já fez nos últimos três anos – empresas e empregos.

Não podemos perder o otimismo. Nem o rumo. Os avanços conquistados, ou em evolução, pedem cautela – e muita compreensão em nome do futuro do País – para não nos precipitarmos e permitirmos, apenas em cima de fatos incompletos, a abertura de um novo processo de troca de gestão do Poder Executivo. Um impeachment feito sem todo embasamento necessário representa um risco para o País. O Brasil precisa cuidar da sua economia e preservá-la.

Os assuntos de política são altamente relevantes, mas, nos últimos três anos, paralisaram o País. Se nosso foco não se voltar para o emprego e as empresas, vamos afundar o Brasil e não vai sobrar o que recuperar.

A Acieg defende um acordo em prol das reformas. Não propomos o perdão a crimes nem a dispensa de investigações, mas cobramos uma ação de defesa econômica pelo fim da recessão. As reformas propostas são essenciais para destravar a economia e ampliar a atividade produtiva. Isso exige maturidade do Legislativo e cobrança da sociedade. Quem patrocina esse imbróglio é o trabalhador, com a perda de milhões de empregos, e os empresários, com centenas de milhares de falências.

A sociedade quer o fim da recessão. É preciso dar um basta neste trágico momento da economia – com 14 milhões de desempregados e 59 milhões de inadimplentes. Para superarmos esse gargalo, urge uma mobilização de todos nós com o lema: REFORMAS JÁ.

EUCLIDES B. SIQUEIRA

Empresário e presidente da ACIEG

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar