Economia

Ajuste suas contas pessoais, 2017 ainda terá possíveis turbulências

Fonte - Jornal O Hoje
19/06/17 15:30
275

IBGE aponta que pela primeira vez em 24 meses o PIB registrou alta, mas a crise ainda vai levar um tempo para chegar ao fim

A economia brasileira registrou uma alta de 1% no primeiro trimestre deste ano, o primeiro sinal positivo após dois anos consecutivos de queda. Tecnicamente, pode-se dizer que o Brasil saiu da recessão, mas é preciso continuar em alerta.

Na comparação com igual período do ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 0,4%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileira de Geografia e Estatística, (IBGE). No acumulado de quatro trimestres, a queda é de 2,3%.

O IBGE também aponta que taxa de desemprego no Brasil foi de 13,6% no trimestre encerrado em abril. Diante do aumento no desemprego e da instabilidade da crise, controlar as contas domésticas tem se tornado um desafio cada vez maior para os brasileiros. Mesmo quando pelo menos uma pessoa da família continua empregada, conseguir honrar com todos os compromissos no fim do mês é uma tarefa complicada.

Para o economista Marcus Teodoro, a primeira atitude que o desempregado deve tomar é encontrar uma fonte de renda rapidamente. “É preciso ganhar dinheiro, as despesas aumentam todos os dias e deixar acumular é um erro grave”, afirma o especialista.

Alternativa

Uma boa solução é fazer uma renda extra, afirma Teodoro. Se for necessário investir, o empréstimo deve ser feito apenas se o retorno foi garantido. “Neste caso, o crédito consignado é uma boa opção, porque tem juros mais baixos. A família precisa se programar bem para conseguir sair das dívidas”, afirma o economista.

O crédito consignado é um empréstimo com pagamento indireto, cujas parcelas são deduzidas diretamente da folha de pagamento e tem as menores taxas de juros do mercado. Ele pode ser obtido em bancos ou financeiras, e pode ter duração de até 96 meses em alguns casos, como no consignado para servidores públicos.

Servidores do Governo do Estado e da Prefeitura de Goiânia podem comparar as taxas de juros do consignado pelo celular, através do aplicativo Servidor Neoconsig. O economista alerta que ter o total controle das contas pessoais, seja em anotações numa agenda ou planilhas de receitas e despesas é decisivo para garantir a saúde financeira da família.

Nesse sentido, o controle do consignado é bastante simples pelo aplicativo. Pelo celular é possível consultar a margem consignável, acompanhar todos os empréstimos efetuados, controlando quantas parcelas já foram pagas e quantas ainda faltam para quitação e ainda conseguir taxas melhores de consignado através de um ranking exibido na hora de realizar uma simulação.

Ajustes

Para conseguir equilibrar as contas, mesmo com a contratação do crédito, é prudente fazer ajustes em todas as áreas, como na economia de energia, água e telefone. “Pequenas ações, como deixar de usar determinado eletrodoméstico e não realizar ligações para celular do telefone fixo podem ter reflexo expressivo no fim do mês”, afirma Teodoro.

O economista lembra ainda que não é preciso pensar em algo grande e usar as próprias habilidades é o mais inteligente a se fazer. “Existem pessoas que sabem cozinhar muito bem, fabricam alimentos em suas casas, vendem para amigos e vizinhos e tornam-se força importante na manutenção de suas casas”, lembra o especialista.

Política

Ainda segundo o IBGE, existem mais de 14 milhões de desempregados no Brasil. Para Teodoro, enquanto durar a crise política no País, a economia deve continuar sofrendo as consequências.

Porém, Teodoro lembra que alguns sinais de alivio já começam a ser vistos, como redução da taxa básica de juros e a inflação, que está controlada. “Se tudo correr bem, 2017 vai ser um ano ‘menos pior’ que 2016, e a situação melhora de fato a partir de 2018”, avalia o economista.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar