Indicadores

Indústria goiana recua no número de unidades locais de empresas

Fonte - Jornal O Hoje
29/06/17 16:01
222

Os salários, retiradas e outras remunerações tiveram alta, crescendo 2,5% entre 2014 e 2015 em Goiás

O estado de Goiás apresentou em 2015 queda de 4,3%, em relação a 2014, no número de unidades locais de empresas industriais com 5 ou mais pessoas ocupadas, passando de 7.144 para 6.834, enquanto para o pessoal ocupado verificou-se um recuo de 4,9% em relação a 2014, passando de 251.024 para 238.832.

No Brasil, em 2015, havia 202.824 empresas industriais com 5 ou mais pessoas ocupadas, que empregavam 7,6 milhões de pessoas em 31/12/2015. O número de empresas foi 3,2% menor que em 2014, quando eram cerca de 209.560. Já o pessoal ocupado caiu 7,8% em um ano (eram 8,3 milhões em 2014).

Os salários, retiradas e outras remunerações tiveram alta, crescendo 2,5% entre 2014 e 2015 no estado de Goiás e 1,0% no Brasil no mesmo período. Já a receita líquida de vendas industriais teve um crescimento de 6,3% no período em Goiás enquanto que no Brasil houve uma redução de 0,77%.

O salário médio mensal do pessoal ocupado nas unidades locais em Goiás teve aumento de 7,7% em 2015, passando de R$ 1.981,31 para R$ 2.134,70. A média salarial goiana apresentou valor inferior ao registrado para Brasil, que passou de R$ 2.561,35, em 2014, para R$ 2.804,65 em 2015.

Quanto à participação na Região Centro-Oeste, Goiás detém o primeiro lugar, com mais de 50% das unidades locais (52,1%), pessoal ocupado (52,9%), salários, retiradas e outras remunerações (54,0%) e 49,9% do total da receita líquida de vendas na região. Entre as atividades, o maior destaque em Goiás, segundo o valor de transformação industrial, foi a fabricação de produtos alimentícios, com o segundo maior número de unidades locais (1.251), e as maiores participações em pessoal ocupado, com 35,6% do pessoal ocupado, 36,4% dos salários, retiradas e outras remunerações e 59,9% da receita líquida de vendas.

A atividade de confecção de artigos do vestuário e acessórios se destacou com o maior número de unidades locais do estado (1.834), 25,5% do total de Goiás, e com o segundo maior número de pessoas ocupadas, 30.749, representando 12,0% do total do estado. Outro destaque foi a atividade de fabricação de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, com 18.141 pessoas ocupadas, ocupando a 3a posição estadual na variável.

Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Esqueceu sua senha?
Cadastro Login
Acesse com sua rede social
ou
Um e-mail de confirmação chegará em sua caixa de entrada
Cadastrar Login
Cadastrar