Acieg é uma das apoiadoras da Campus Party Digital em Goiânia

Evento será realizado no formato híbrido, com transmissão 100% online e Palco Goiás diretamente do Passeio das Águas Shopping

Publicado por Acieg em 19 de julho de 2021

Goiânia receberá durante os dias 22 a 24 de julho, a terceira edição da Campus Party. O evento será realizado no formato híbrido, com cinco palcos 100% online e o Palco Goiás, diretamente do Passeio das Águas Shopping, na região Norte de Goiânia.

A Acieg é uma das parceiras da conferencia que contara com a participação do diretor da entidade, Pedro Renan. Ele é mentor do espaço de inovação e solução ‘Hackathon’.

A CP Digital receberá palestras com grandes nomes do empreendedorismo digital no Brasil, como Caito Maia (fundador da Chilli Beans), Abílio Diniz (CEO Península), Luis Justo (CEO Rock’n’Rio), Ricardo Cappra (Chief Data Scientist Cappra Lab), Maitê Lourenço (CEO do BlackRocks Startups) e Dado Schneider (criador da marca Claro).

Serão três dias de um evento imersivo, criativo, disruptivo e digital. Mais de 250 horas de conteúdo construídos a partir de comunidades (hackathons, call4 talks, startup 360º), curadoria (Campus Party, Include, Cybervolunteers) e parcerias (universidades, startups e institutos).

As atividades serão realizadas entre 11h30 e 22 horas e a expectativa é de que mais de três milhões de campuseiros acompanhem o evento online só no Brasil.

“Cada ano que passa, Goiás se torna mais inovador, empreendedor e digitalizado, melhorando as condições para que as pessoas possam desenvolver e estruturar suas ideias criativas dentro de um ambiente tecnológico. A Campus Party exemplifica tudo isso, pois é um evento divertido que conecta as pessoas à inovação, à tecnologia e ao pensamento empreendedor”, afirma o secretário de Desenvolvimento e Inovação, Marcio Cesar Pereira.

O secretário-chefe da Governadoria, Adriano da Rocha Lima, considera fundamental a realização da Campus Party em solo goiano, principalmente em um momento em que a tecnologia tem ganhado maior protagonismo nas políticas públicas.

A parceria firmada com o Instituto Campus Party, ainda em 2019, ano da primeira edição em Goiás, permitiu que, em 2021, fossem inaugurados seis laboratórios Include e outros 14 estão previstos para serem entregues até o final do ano. Os laboratórios são equipados com o que há de mais moderno em tecnologia e inteligência artificial, e vão atender estudantes da rede estadual de ensino. “Nossa meta é encerrarmos o ano como o Estado com maior número de laboratórios Include do país”, afirma Rocha Lima.

Palco Goiás

Em virtude da pandemia, o Palco Goiás não terá cadeiras para o público – apenas espaço para os entrevistados. No entanto, bem como todo o evento, terá transmissão 100% online.

Até o momento são 28 atividades (workshops, palestras e painéis) programadas no Palco Goiás, promovidas por 13 parceiros e três secretarias de Estado. Os especialistas vão discutir temas diversos, como economia circular, biotecnologia, inteligência artificial, resíduos sólidos, empreendedorismo, energia hidrelétrica, ecossistema de inovação e vendas no delivery, dentre outros assuntos.

Hackathon

Ótima ferramenta para integrar os campuseiros, a terceira edição da Campus Party também terá um hackathon. De 14 a 22 de julho, pessoas de negócio, tecnologia e design têm o desafio de oferecer uma solução tecnológica para melhoria do ecoturismo goiano. A ideia é criar uma solução que possa ajudar os turistas a conhecerem melhor o Estado, com suporte para hospedagem, alimentação e visualização dos locais de ecoturismo.

A equipe vencedora ganhará um programa de pré-aceleração na renomada aceleradora carioca Sai do Papel, além do apoio da Goiás Turismo, autarquia do Governo do Estado, no desenvolvimento do projeto. “É sempre bom lembrar que o foco da solução é o cidadão, é ajudar os turistas que queiram visitar Goiás e conhecer nossos pontos de ecoturismo”, emenda Carlos Magno.

Mestres de cerimônia

Também haverá um estúdio em que os MCs (mestres de cerimônia) vão conduzir e comentar sobre o evento nos intervalos entre as palestras, painéis e workshops. “A ideia é tornar o evento ainda mais interativo”, explica a superintendente de Inovação Tecnológica, Lidiane Abreu.