José Costa Neto, consultor da Acieg, faleceu nesta quarta-feira

Advogado, que atuou na Acieg por mais de 20 anos, morreu devido a complicações da covid-19

Publicado por Acieg em 06 de abril de 2021

O advogado e consultor jurídico da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg) por quase três décadas, José Costa Neto, de 65 anos, faleceu na manhã desta terça-feira (06/04) devido a complicações causadas pela covid-19. Ele deixa um filho. 

José Costa Neto atuou na 1ª Corte de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Goiânia (CCA) da Acieg e tinha um histórico de longa atuação em defesa do associativismo empresarial no Estado de Goiás.

Costa Neto era pós-graduado em Direito Civil e Processo Civil; em Direito Empresarial; em Transações Imobiliárias; e MBA em Negociação, Conciliação e Arbitragem.  

Atuação e legado

O presidente da Acieg, Rubens Fileti, destaca que o advogado era uma das marcas da entidade. “Ele é um exemplo de profissional e ser humano”, declara. Outro ponto destacado era o cuidado e carinho com que a cada mudança de gestão “ele tinha para colaborar com uma transição e conselhos”.   

O ex-presidente da Acieg, Euclides Barbo Siqueira, pontua a importância e o legado que José teve na entidade. Ele comentou que por ter passado por inúmeras gestões e momentos da associação, atuou como um consultor importante. 

Para Leandro Resende, vice-presidente da Acieg, a perda de Costa Neto é irreparável: “Foi sempre um diferencial no grupo da Acieg, seja entre os colaboradores, entre os diretores, em qualquer ambiente que estava, sempre era notado por sua capacidade de fazer rir, de ser feliz. Faz parte de uma parte importante da história da Acieg, são quase três décadas e a entidade reconhece seu papel relevante na luta pelo setor empresarial”, disse.

“Ele deu suporte na direção que deveríamos tomar como gestão, sua enorme experiência ajudou a fazer diferenças e decisões corretas a se tomar para representar o setor produtivo como um todo”. 

A sócia do José Costa Neto, Geórgia Machado, fala sobre a experiência de trabalhar com seu sócio nos últimos três anos. Ela conta que foi convidada para atuar com ele na arbitragem e conciliação da 1ª Corte de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Goiânia (CCA) da Acieg, em agosto de 2018.  “Eu tive uma relação profunda e éramos bem próximos por mais de 25 anos”, relata Aislan de Melo, colaborador da Acieg. 

Ele também pontua a gentileza e equidade com que o diretor jurídico tratava seus colegas: “Eram dias incríveis, em que pude aprender grandemente com ele nesses requisitos, aprendendo diariamente como negociar e conciliar como advogada”, destaca Geórgia.