Saiba mais sobre ESG e sua incorporação nas empresas

Publicado por Acieg em 29 de março de 2022

ESG é uma sigla em inglês (Environment, Social and Governance) que tem sido utilizada para avaliar empresas de acordo com seus impactos e desempenho em três áreas: meio ambiente, social e governança corporativa. O índice ESG é um critério que guia investimentos com foco em sustentabilidade.

Vamos trazer mais sobre o conceito e como o desenvolvimento sustentável pode ser rentável para a organização.

Criado como uma métrica para avaliar o desempenho das empresas em relação às práticas ambientais, sociais e de governança, o ESG quando adotados criam as melhores práticas que devem ser implementadas para demonstrar a preocupação da empresa, e principalmente, a sua atuação, contra riscos à sustentabilidade.

Como o ESG tem sido incorporado nas empresas?

Quando a empresa incorpora o ESG, ela passa a analisar tanto seus aspectos econômicos e financeiros, como também os sociais, éticos e de sustentabilidade de forma unificada, além de que transmitir que os padrões de sustentabilidade da empresa reduzem riscos, custo de capital e eleva o valor econômico da organização.

No mercado financeiro, empresas sustentáveis geram valor para o acionista em longo prazo, pois se apresentam mais preparadas para enfrentar riscos econômicos, sociais e ambientais.

A empresas que levam em consideração fatores ESG se preocupam principalmente com os seguintes pontos na sua implementação:

Ambientais

  • Mudança climática e emissão de carbono;
  • uso de recursos naturais;
  • poluição ambiental;
  • gestão de resíduos.

Sociais

  • saúde, segurança, diversidade e treinamento de colaboradores;
  • responsabilidade com o consumidor;
  • relação com a comunidade;
  • atividades beneficentes.

Governança

  • direitos dos acionistas;
  • composição do Conselho de Administração (independência e diversidade);
  • política de remuneração da diretoria;
  • fraudes.

As empresas que buscam investimentos sustentáveis olham os seguintes fatores:

  • o risco regulatório: empresas com práticas sustentáveis cumprem com a leis e regulamentos ambientais;
  • risco físico: empresas sustentáveis diminuem a poluição ambiental e a degradação dos recursos naturais, asseguram o desenvolvimento social e a proteção da saúde;
  • demanda: os consumidores são o termômetro. Eles se preocupam mais com produtos sustentáveis, logo, investir em empresas que produzem produtos sustentáveis é o melhor;
  • acesso ao capital: práticas sustentáveis minimizam riscos e atraem mais investidores, consequentemente, aumenta o capital da empresa.

Na prática, o ESG pode ser visto na mudança do comportamento.

Ao analisar uma compra rotineira de materiais de escritório para limpeza e descartáveis, a avaliação financeira passa a ser acompanhada de fatores como a origem do fornecedor, tanto do revendedor até a fábrica, como por exemplo, fatores como formato de atuação.

A Armazém Embalagens contribui para essa transformação, desde a sua forma de atividade econômica, e através de fornecimento de produtos que sejam biodegradáveis, indicando para cada cliente o melhor produto a ser utilizado em seu contexto.

Conheça esta opção de fornecimento para sua empresa através de: (62) 99977-3898

 

 

Fonte: VGR